Sequenciando

Ideias

teste para covid-19
Início » Notícias » Testagem em massa da COVID-19

Testagem em massa da COVID-19

25 agosto, 2020 | Notícias

VOCÊ SABE POR QUE A TESTAGEM EM MASSA DA COVID-19 É FUNDAMENTAL PARA O RETORNO SEGURO DE EMPRESAS E CENTROS EDUCACIONAIS?

 

O Brasil iniciou nas últimas semanas o processo de afrouxamento das medidas de isolamento social iniciadas em março, quando o número de casos da COVID-19 passou a aumentar exponencialmente. Com a epidemia ainda não controlada e sem perspectivas de vacinas nos próximos meses, muitos se perguntam nesse momento sobre a segurança do retorno às atividades sociais e econômicas. 

Já sabemos que apenas isolar pessoas com sintomas da COVID-19 não é suficiente para combater a epidemia porque assintomáticos e, principalmente, pré-sintomáticos, podem transmitir a doença. Dados preliminares sugerem que até 50% da transmissão possa ser “silenciosa” (1). 

 

Uma opção segura para o retorno 

Estudos publicados recentemente, porém, mostram um possível caminho para o retorno seguro de escolas e empresas: testagem em massa da COVID-19, com testes realizados frequentemente em curto intervalos de tempo e com rapidez na entrega dos resultados (2,3,4). Ao identificar assintomáticos e pré-sintomáticos, essa estratégia reduz a transmissão da doença e impede o surgimento de novos surtos

A testagem em massa identifica assintomáticos e pré-sintomáticos e é a melhor estratégia para reduzir a transmissão da COVID-19 e impedir novos surtos

Um desses estudos mostrou que para o controle da COVID-19, frequência de testagem e prazo de entrega dos resultados são fatores até mais importantes do que sensibilidade do teste (2).

Outro estudo demonstrou que a testagem a cada dois dias com um teste de 70% de sensibilidade seria suficiente para garantir o retorno seguro ao campus de 5.000 estudantes de uma universidade hipotética (3).

A testagem ampla deve ser aplicada também para ambientes com grupos de risco, conforme demonstrado em um estudo norte-americano que testou mais de 30.000 residentes e funcionários de asilos de Massachusetts.  Os resultados mostraram que 71% dos residentes e 92.7% dos funcionários que testaram positivo para a COVID-19 não apresentavam sintomas no momento da testagem (4).  

 

A diferença entre os testes para COVID-19

É importante ressaltar que somente testes moleculares, que identificam o RNA do vírus na amostra do paciente infectado, como testes de RT-LAMP e RT-PCR, devem ser utilizados para testagem em massa da COVID-19 (5,6). 

Os testes de anticorpo, popularmente conhecidos como “sorológicos”, analisam a resposta do organismo a um agente infeccioso, e nesse caso, identificam anticorpos IgA, IgM e IgG que o corpo produz para combater o SARS-CoV-2. Os testes de anticorpo servem para saber quem já teve COVID-19 no passado e não devem ser usados para rastreio de infecção ativa (7). Devido ao tempo que o corpo demora para produzir anticorpos contra uma infecção (janela imunológica), os testes sorológicos só conseguem detectar anticorpos entre uma a três semanas após o início dos sintomas, mas esse tempo pode variar. 

Os testes sorológicos, portanto, não são capazes de detectar uma infecção ativa. Pessoas infectadas com SARS-CoV-2 podem erroneamente interpretar um resultado negativo em um teste de anticorpo como ausência de infecção. Sendo que o resultado negativo se deu devido a características inerentes ao teste e significa apenas que não houve tempo ainda do organismo produzir anticorpos suficientes para serem detectados.

 

É possível adotar hoje no Brasil a estratégia de testagem em massa recomendada pelos estudos internacionais?

Sim. A Mendelics desenvolveu o #PARECOVID que permite que as empresas e escolas planejem e executem seu retorno às atividades de forma segura com testagens frequentes e seguindo as recomendações dos estudos internacionais. 

O teste #PARECOVID utiliza a técnica de RT-LAMP que é capaz de detectar o vírus na saliva a partir dos primeiros dias de infecção. Os resultados são liberados em até 24 horas e os infectados podem ser precocemente identificados e isolados. O teste também tem custo acessível viabilizando a testagem frequente. 

A coleta pode ser realizada na própria empresa ou centro educacional e não requer um profissional da saúde. 

A Mendelics conta uma equipe dedicada exclusivamente ao suporte de clientes #PARECOVID. Entre em contato conosco pelo telefone (11) 4637-4356 ou acesse nosso site para que possamos auxiliá-lo no retorno seguro da sua empresa ou centro educacional.

 

Glossário

TRANSMISSORES DA COVID-19

Assintomático

Indivíduo infectado com SARS-CoV-2 que não terá sintomas da doença durante todo o período da infecção.  

Pré-sintomáticos

Indivíduo infectado com SARS-CoV-2 que não exibiu sintomas até o momento da testagem, mas que terá sintoma(s) da COVID-19 em algum momento durante o período de infecção. 

Sintomáticos

Indivíduo infectado com SARS-CoV-2 que tem sintomas no momento da testagem.

 

TIPOS DE TESTES PARA COVID-19.

Teste de Anticorpo

O que detecta: anticorpos IgA, IgM e IgG que o corpo produz para combater o SARS-CoV-2

– Para que serve: para saber se a pessoa já teve a doença no passado e para estudos epidemiológicos populacionais

Teste de Antígeno

– O que detecta: fragmentos do SARS-CoV-2, como as proteínas da cápsula viral

– Para que serve: pode detectar o vírus no organismo já no início da infecção, mas a baixa sensibilidade e especificidade da maioria dos testes disponíveis no mercado têm limitado a sua utilização

Testes Moleculares

– O que detecta: segmentos específicos do genoma do SARS-CoV-2 

– Tipos de Testes moleculares: RT-PCR (Reação em cadeia da polimerase com transcriptase reversa), RT-LAMP (amplificação isotérmica mediada  por loop  com  transcriptase  reversa) e Sequenciamento

– Para que serve? Identifica a doença já nos primeiros dias após o início da infecção (fase ativa), sendo fundamentais para o isolamento precoce dos infectados.

 


Referências

1) Seyed M. et al.The implications of silent transmission for the control of COVID-19 outbreaks. Proceedings of the National Academy of Sciences Jul 2020, 117 (30) 17513-17515. 

2) Paltiel AD, Zheng A, Walensky RP. Assessment of SARS-CoV-2 Screening Strategies to Permit the Safe Reopening of College Campuses in the United States. JAMA Netw Open. 2020;3(7):e2016818.

3) Larremore DB, Wilder B, Lester E, et al. Test sensitivity is secondary to frequency and turnaround time for COVID-19 surveillance. Preprint. medRxiv. 2020;2020.06.22.20136309

4) Lennon, NJ et al. Comparison of viral levels in individuals with or without symptoms at time of COVID-19 testing among 32,480 residents and staff of nursing homes and assisted living facilities in Massachusetts.

5) Watson J, Whiting PF, Brush JE. Interpreting a covid-19 test result. BMJ. 2020;369:m1808, 2020.

6) Lamb LE, Bartolone SN, Ward E, Chancellor MB. Rapid detection of novel coronavirus/Severe Acute Respiratory Syndrome Coronavirus 2 (SARS-CoV-2) by reverse transcription-loop-mediated isothermal amplification. PLoS One. 2020;15(6):e0234682. 

7) Centers for Disease Control and Prevention (CDC). Disponível em: https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/lab/resources/antibody-tests-guidelines.html. Acessado em 15/07/2020. 

 

0 comentários

Deixe seu comentário

ASSINE E RECEBA NOSSOS CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

A MENDELICS

Mendelics Análise Genômica

Especializado em análise genômica no Brasil. Com o processo 100% nacional, são permitidos resultados muito mais ágeis, completos e acessíveis.

Saiba Mais

INSTAGRAM

INSTAGRAM